Bemvinda! Bemvindo!
Certa madrugada, minha mãe me trouxe a este mundo. Fui crescendo, e me tornei um dos 7.500.000.000 de pessoas alimentadas por este planeta incrível.
Algumas pessoas me chamam de artista. Outras dizem que sou cineasta, ou compositor. Ainda outras, jornalista.
Minha mãe me chamou de Mendel. E é isto que estou tentando ser. Um Mendel na Terra.


Entre 1999 e 2006, fiz filmes, música e peças de teatro.
 Veja, ouça e deguste-as no 
 Arquivo do Olho Que Canta  

A partir de 2007 me concentrei num projeto de longo prazo: um documentário sobre a história de Canudos (BA).
 Visite o site de 
 O Mar de Antônio Peregrino  

O futuro não costuma nos contar o que está preparando. Mas espero ter o prazer de conhecê-lo. Quero integrar imagens e música lindas com questões globais e impacto social, numa grande, empolgante obra nova. Te manterei informada(o) !